O Homem a nível de Carnaval

Three carnival dancers in colorful costumes, smiling, portrait

O HOMEM- ABRE ALAS

Sabe o cara que quer porque quer te convencer a expandir seus horizontes? É o Abre alas. Ele faz você se sentir uma garota careta, provinciana para conseguir o que realmente quer. Ele quer ampliar seus domínios na seara do sexo. Se no começo ele te fez mulher com carinho e ternura, hoje ele te chama de lagartixa, mas isso não é o suficiente pro Abre alas. Ele quer sempre mais e só vai ficar satisfeito no dia em que você abrir geral. Ele quer tudo. Até aí tudo bem, se você for o tipo da Garota-quero ver a mangueira entrar, mas uma vez que ele consiga o que quer, o céu é o limite, aí o buraco fica bem mais embaixo e o Homem-abre alas pode virar um Homem-he man, bombado, de cabelinho louro sambando no Bloco das piranhas.

homem-carmemO HOMEM-CARMEM MIRANDA

Simpático e animado, o Homem-Carmem Miranda, também conhecido por Carminha é bastante óbvio para deixar dúvidas. Não, ele não deixa nenhuma e anda pra todo lado com cortes de tecidos cintilantes, muita pluma, muito paetê e retalhos de chita coloridas. O Carminha é uma ótima companhia para Bailes em cidades pequenas, onde tudo que você quer é alguém pra rodar o salão enquanto procura um “Homem-pierrô pra te beijar e te abraçar, meu amor”. Vai uma banana aí? Ele tem. Abacaxi? Ele tem. Vatapá? Oi Caruru? Ô se tem.

 

tirolesO HOMEM-TIROLÊS

Apegado à mãe, o Homem-tirolês acorda no sábado de carnaval ansioso pra enfiar aquela roupinha que a mãe de 70 anos passou janeiro inteiro costurando. É uma boa hora pra dar aquele tempo na relação. Deixa seu Homem-tirolês solto no carnaval que nada há de acontecer com ele e você aproveita pra quebrar tudo no Meu bem Volto Já. O Homem-tirolês, além de aparecer no Monobloco de jardineira curta verde com brocados, chapeuzinho verde de Peter Pan, sapatos pretos e meias brancas até a canela, em vez de entoar o enredo oficial, chega animadíssimo gritando Iorulêi-hiiiii. Não dá pra encarar, deixa ele pagar o seu mico particular bem longe de você.

ElétricoO HOMEM-TRIO ELÉTRICO

O bofe não pára um segundo. Depois de se acabar no sabadão, ele tira um cochilo de meia hora e acorda pra pegar a primeira cerveja do dia na geladeira do apê que alugou em Salvador. Lá embaixo os trios não param de passar e a galera pulando embolada. Enquanto isso, você que está estragada deitada num colchonete, com um ventilador apontado pra sua pessoa, leva a primeira cutucada do dia. Nem pense em tentar convencê-lo de que está cansada e precisa repor as forças. O Homem-Trio elétrico é ligado e gosta de variar nas modalidades. Nada de uma ou duas, tem que ser no mínimo três. Só não vai quem já morreu. Olha o Olodum aí gente!

O HOMEM-CAMAROTE

camarotiMuito fino, o Homem-Camarote. Ele te leva pra Sapucaí, ele tem credencial, para o carro lá dentro, tem camarote com mordomia, ta pensando o quê? É amigo do presidente da Liga das Escolas de Samba e arruma uma bocada pra sair com você à tiracolo com camiseta de “Apoio” em todas as escolas do primeiro grupo. Você se esbalda, volta pro aconchego do seu camarote, onde é recebida com um bom ar-condicionado, repõe as forças comendo frutas tropicais, blanquete de peru, recebe uma massagem do Homem-camarote e espera pela próxima escola passar. O Camarote é mordomia total, barba, cabelo e bigode. E o melhor, depois tem desfile das campeãs, mas cuidado com as rainhas de bateria.

Vou Pra Serra

O HOMEM-VOU PRA SERRA

Tipo bastante comum, principalmente se não conseguir se livrar da namorada antes do carnaval, ele te convence a passar o carnaval bem longe da folia, porque acha um saco toda aquela agitação. Na verdade temos dois tipos de Homem-vou pra serra. Os verdadeiros e os piratas. Os verdadeiros são geralmente cinéfilos, intelectuais, pensadores, ex-hippies e afins. Esses são os originais de fábrica e querem mesmo se ver livres da festa da carne. Além de não participar da folia, ele te proíbe de ligar a televisão porque só se vê a Globeleza e a Sapucaí. Até aí tudo bem se ele te compensasse pelo marasmo de um carnaval em uma choupana no meio do mato, mas nem te comer ele come direito. É uma na chegada e outra na quarta-feira de cinzas, de ladinho, na hora que acorda, meio sonado, e olhe lá.
Já o Homem-vou pra serra de araque é aquele que se deu por vencido, não conseguiu se livrar do namoro e revoltado resolve aliviar sua dor se mantendo afastado das tentações. Pelo menos o pirata te come direito, mas não se engane, enquanto você dorme, ele assiste todos os bailes da madrugada e chora de nostalgia quando vê o velho e bom He-man curtindo a vida adoidado.

Related posts

Leave a Comment