spot_img

Veja também

Como uma superação com filhos deve ser

A separação de um filho ou mesmo de vários filhos é uma reviravolta bastante difícil para todos os envolvidos.

De repente, o pequeno mundo que vocês criaram juntos se desfaz. Nestes tempos turbulentos, muitas perguntas e incertezas surgem.

Aqui você encontrará ajuda sobre como você, como pessoa afetada, pode lidar com a situação e o que precisa ser considerado.

Como a separação de um filho muda radicalmente sua vida

Se você está passando por essa fase, sabe como esse corte pode ser estressante.

Na maioria dos casos, não apenas os pais ficam nervosos, como os filhos também estão expostos a um enorme estresse.

Seu mundo ideal desmorona e nada será como você o conhecia antes.

De repente, ambos os pais não estarão mais permanentemente disponíveis.

A segurança e a segurança de que uma criança precisa para um desenvolvimento saudável se perdem por enquanto.

Separação com criança: as perguntas mais comuns

Quer seja uma separação com apenas um filho ou mesmo uma separação com 2 filhos:

10 dicas contra o enjôo

Aprenda a transformar sentimentos como dor, tristeza e raiva em algo positivo :)Solicite agora

Muitos dos afetados estão sobrecarregados com a situação ou têm muito medo de fazer algo errado com seus filhos.

Especialmente porque eles próprios estão emocionalmente estressados ​​com a separação.

Os pais são repentinamente confrontados com muitas perguntas.

Exigem uma resposta rápida para que a separação do parceiro prejudique o mínimo possível o desenvolvimento dos filhos.

As seguintes perguntas surgem com mais frequência no início:

  • Como você lida com os filhos em caso de separação?
  • Como você explica às crianças que está se separando?
  • Onde posso obter ajuda com a separação de uma criança? 

Questões jurídicas: separação com filho, o que deve ser considerado?

Para os pais que estão passando por uma separação com seu filho, também existem questões jurídicas que precisam ser esclarecidas com urgência, além dos altos e baixos emocionais.

As partes enfrentam decisões importantes, principalmente quando se separam com os filhos e com a casa.

Mas também se os pais não forem casados ​​quando a criança estiver separada.

Freqüentemente surgem as seguintes questões:

  • Com quem as crianças devem ficar após a separação?
  • Quem pode ficar no apartamento compartilhado?
  • Como é a situação jurídica quando ambos são donos da casa em que moraram juntos?
  • Quem deve se mudar em caso de separação com um filho, se o casal não for casado?

Separação apesar da criança

Especialmente quando um ou mais filhos emergiram de uma parceria, a decisão de se separar apesar de ter um filho pode ser extremamente difícil.

Muito está em jogo. A separação pode colocar em risco o desenvolvimento saudável da criança ou crianças.

Mas também o esforço organizacional que surge para os pais no caso de separação de um filho é enorme.

Portanto, é importante considerar esta decisão com muito cuidado – e de preferência juntos como um casal.

# 1. Razão para separação: arremesso

Portanto, primeiro você deve sentar-se à mesa com seu parceiro e passar por exatamente o que o levou ao desejo de separação.

Faz sentido conversar em um tom calmo e reter todas as alegações e acusações durante essa conversa.

Se, por exemplo, um dos parceiros traiu, isso não significa necessariamente o fim da parceria.

Um caso pode acontecer por vários motivos. 

Em muitos casos, a insatisfação com o relacionamento não foi o gatilho. Antes que ocorra a separação da criança, uma segunda chance pode ser perdida.

Especialmente quando o parceiro traído se arrepende. Portanto, por favor, não aja afetando, mas observe cuidadosamente a situação.

# 2. Motivo da separação: amor extinto / insatisfação na parceria

Outro motivo comum para o rompimento de um filho é a perda do amor.

Especialmente na vida familiar cotidiana, ambos os parceiros costumam ficar tão eletrizados que não reservam mais tempo para o relacionamento.

As crianças recebem toda a atenção.

Muitos casais só percebem depois de alguns anos que, na verdade, não têm mais um relacionamento amoroso, mas apenas trabalham para os filhos.

Quando o ar estiver vazio, vocês podem dar outra chance ao amor, reservando um tempo exclusivo um para o outro novamente.

Umas férias curtas juntos ou atividades menores – sem filhos – podem mostrar se o Relacionamento ainda a ser salvo e o amor pode florescer novamente.

Por outro lado, os filhos não devem ser a única razão para manter o relacionamento.

Se houver briga frequente em casa ou não houver silêncio de rádio entre os pais, deve-se considerar a separação de um filho.

Porque essa interação sem amor, passiva ou ativamente agressiva entre os pais também pode levar a um trauma de desenvolvimento nos filhos.

Permitir ajuda externa

Em alguns casos, o amor ainda está lá, mas os pais estão sobrecarregados com a situação. Ou a comunicação bidirecional simplesmente não funciona mais.

Nesses casos, a ajuda externa pode ser uma solução. 

Portanto, não tenha medo de ver um casal ou um terapeuta familiar com seu parceiro.

Quando terminar com uma criança

Se houver violência doméstica ou abuso de um membro da família por um dos parceiros, a separação de uma criança deve ser definitivamente considerada.

A única chance nesse caso seria a compreensão do pai agressor e a disposição para obter apoio psicológico profissional.

As mulheres, em particular, muitas vezes dão aos seus parceiros violentos uma chance repetidas vezes, mesmo que eles ataquem novamente.

Você está preso em um relacionamento de dependência.

Esta não é apenas uma situação extremamente estressante para a mãe, mas também pode traumatizar gravemente os filhos.

Nesse caso, como mãe, você pode obter suporte imediato de um número de emergência para mulheres.

Se o abuso sexual de crianças por um dos pais for exposto, uma separação com a criança deve definitivamente ser realizada.

Nesse caso, o melhor interesse da criança deve estar em primeiro lugar. Também aqui a ajuda profissional externa é essencial.

Acima de tudo, um psicólogo / terapeuta infantil deve ser consultado.

Também devem ser tomadas medidas legais contra o pai ou a mãe que cometeu um crime. Um centro de aconselhamento familiar pode apoiá-lo aqui.

Como você lida com os filhos em caso de separação?

No caso de separação de um bebê, o problema de como transmitir a separação do parceiro para o filho ainda não existe.

Se os filhos já conseguem entender que os pais vão se separar, é necessário um instinto seguro.

É importante não manter o segredo do rompimento. 

As crianças devem saber que algo crucial está para acontecer. Se você será informado ou não a eles sobre o motivo do rompimento, depende do motivo do rompimento.

Freqüentemente, os filhos se culpam pela separação dos pais. 

Nesse caso, você deve deixar bem claro para seus filhos que o motivo é você e seu parceiro.

Depois de uma separação, alguns filhos ficam muito apegados ao pai, que continua sendo o cuidador principal.

Eles não querem mais ficar sozinhos e seguir a mãe ou o pai a cada passo.

Respeite as necessidades de seus filhos durante este momento difícil e tente estar ao lado deles da melhor maneira possível.

Após a separação com a criança, também é importante que a criança tenha seu próprio quarto com ambos os pais, ou pelo menos sua própria cama, para que se sinta bem-vinda com ambos os pais.

Tenha cuidado durante e após a separação de seu filho. 

Alguns sintomas indicam que a situação é demais para seu filho, mesmo que ele não queira ser aberto sobre isso.

Isso pode ser distúrbios de concentração e sono ou comportamento agressivo.

Em crianças pequenas, o medo da perda geralmente se manifesta como dor abdominal.

Aproxime-se de seus filhos e fale abertamente sobre a situação.

Não tente restringir muito. Eles devem apenas saber que você está sempre disponível para que eles o alcancem.

Especialmente com adolescentes, pode acontecer que eles o recusem ou joguem contra seu ex-parceiro.

Também neste caso, ao separar-se com um filho, mostre que ainda está sempre disponível como cuidador.

Se a situação piorar, não hesite em pedir ajuda profissional.

Como você explica às crianças que está se separando?

Se possível, isso deve ser feito em uma entrevista familiar.

Ambos os pais devem estar presentes e explicar calmamente aos filhos que um dos parceiros vai se mudar.

Tente evitar qualquer drama e, especialmente, acusações e acusações contra o parceiro são inadequadas aqui.

Você quer transmitir aos seus filhos que eles ainda são amados por ambos os pais e que ambos estarão ao seu lado, não importa o que aconteça.

Porque muitas vezes as crianças têm um grande medo de perder quando se separam .

Além disso, conflitos de lealdade surgem nos filhos quando eles têm a sensação de que devem escolher um dos pais.

Onde posso obter ajuda com a separação de uma criança?

Especialmente no caso de separação de um bebê ou de 2 filhos, a família (seus pais ou outros parentes próximos) pode ser uma âncora salvadora.

Salve-se de ser totalmente oprimido e peça ajuda para cuidar dos filhos.

Se ninguém estiver ao seu lado, você pode pedir apoio ao escritório de bem-estar juvenil.

Aqui, são colocados cuidadores familiares que estão ao seu lado em situações de emergência com tarefas domésticas e cuidados infantis.

Em caso de separação de um filho, pode obter apoio adicional junto de um advogado especializado em direito da família, de um centro de aconselhamento familiar e, se necessário, do escritório de emprego.

Questões jurídicas: separação com filho, o que deve ser considerado?
Com quem as crianças devem ficar após a separação?

Independentemente de os pais não serem casados ​​em caso de separação do filho ou de se divorciarem: em primeiro lugar, deve ser feita uma tentativa de chegar a um acordo em privado sobre o paradeiro dos filhos.

Se isso não for possível, um tribunal de família deve decidir como proceder com o direito de determinar a residência.

O melhor interesse da criança está sempre em primeiro plano.

Quem pode ficar no apartamento compartilhado?

Se ambas as partes estão no contrato de arrendamento, quem cuida dos filhos tem direito após a separação de um filho.

Se ambos os pais não concordarem, um pedido de transferência deve ser apresentado.

Um tribunal de família decide se o outro parceiro deve deixar o apartamento.

Para não deixar ir tão longe em primeiro lugar, os mediadores familiares podem ser chamados.

Estes, então, fazem a mediação entre os dois pais. É dada especial atenção ao bem-estar das crianças.

O objetivo é garantir que as crianças não sejam arrancadas de seu ambiente familiar após a separação.

Como é a situação jurídica quando ambos são donos da casa em que moraram juntos?

Não importa se a separação entre pais e filhos e a casa envolve inquilinos ou proprietários.

Mesmo que ambos os pais sejam proprietários, será decidido após um pedido de arrendamento qual situação é para o benefício dos filhos.

No entanto, recomenda-se cautela especialmente para os pais que saem de seu apartamento ou casa de ponta-cabeça após a separação do filho.

Porque se você se mudar e não voltar nos próximos 6 meses, terá que deixar o campo completamente e deixar o lar conjugal para o seu ex-parceiro.

Em qualquer caso, recomenda-se que os cônjuges determinem legalmente e em momento oportuno quem deve sair das 4 paredes em caso de separação de um filho. 

Quem deve se mudar em caso de separação com um filho, se o casal não for casado?

Nesse caso, depende do arrendamento. Em primeiro lugar, em um casal solteiro, só a mãe tem a custódia total.

A menos que os pais tenham emitido uma declaração de guarda conjunta. Isso persiste mesmo após a separação de um filho.

Em um casamento, ambos os pais têm a custódia.

Se o pai ilegítimo for o único inquilino ou proprietário, ele pode fazer com que o ex-companheiro e os filhos se mudem do apartamento compartilhado. 

Se ambos os parceiros ilegítimos estiverem no contrato de locação, uma decisão legal deve ser tomada se o pai deve se mudar.

No entanto, ele não pode ser forçado a fazê-lo pela mãe dos filhos.

Se ele se mudar e permanecer no contrato de locação, ele permanece responsável pelo aluguel e pelo estado do apartamento.

Latest Posts

spot_imgspot_img

Don't Miss

Stay in touch

To be updated with all the latest news, offers and special announcements.